Blog

Este é o lugar onde o seu texto começa. Pode clicar aqui e começar a digitar. Illo inventore veritatis et quasi architecto beatae vitae dicta sunt explicabo nemo enim ipsam voluptatem quia voluptas sit aspernatur aut.
 

Ultimamente tenho experimentado mais com paisagens em preto e branco. Encontrei inspiração em uns antigos negativos das nossas férias em Marrocos e fiquei muito feliz como a inspiração ficou refletida na minha obra. É um tipo de paisagem que levanta um monte de perguntas e que leva a pensar sobre as coisas que ficaram fora da imagem.

Na semana passada, eu estava em uma exposição na galeria do centro. Havia uma coleção de obras de pintores contemporâneos. Algumas das obras parecia realmente inspiradoras, outras nem tanto, na verdade. Deixe-me guiá-lo pela exibição através do meu ponto de vista.

Quando comecei com a pintura, eu tentava capturar cada pequeno objeto em um grande detalhe e encaixá-lo num quadro que já estava cheio de outros detalhes. Quando observava essas pinturas mais tarde, percebia que o espectador provavelmente não sabia em que se concentrar em primeiro lugar. A minha descoberta do minimalismo foi de grande ajuda para que as minhas obras ganhassem profundidade. Por isso, compartilho estas cinco dicas que podem ajudá-lo também.